Como fracassar tentando adotar Scrum?

por Juan Bernabó

Algumas perguntas exemplificam bem o tipo de problemas que estamos vendo no mercado ultimamente:

  • Quantas oportunidades vou precisar fracassar na adoção de Scrum na minha organização?
  • O que a minha organização e eu vou deixar de ganhar ou podemos perder caso a adoção de Scrum fracasse?
  • Caso uma tentativa de adotar Scrum na minha empresa falhar, como as pessoas irão se comportar quando tentarmos novamente?

São estas as perguntas que os early adopters normalmente se faziam, já que eles estabam assumindo o risco de estar indo na contramão do mercado, estar totalmente sozinhos e entender que tinham o status quo contra, isto deixava eles um pouco mais atentos e focados em resultados.

Eles estavam sozinhos, sabiam que era uma mudança radical da forma de trabalhar, e tinham muitos motivos para mudar mais ao mesmo tempo era uma movida política arriscada na sua organização e precisavam ser cautelosos, mesmo sendo inovadores.

Porem conforme mais e mais Scrum esta sendo falado, menos pessoas estão se fazendo estas perguntas. Conforme menos e menos pessoas estão se fazendo estas perguntas elas tem menor conciencia do perigo e maiores são as chances de deixar de estar atento aos detalhes que podem fazer a sua adoção Scrum fracassar.

Na minha opinião creio que nem todo medo é ruim, por exemplo medo que inhiba a ação é ruim, porem falsa confiança, ou falta de medo, que nos deixe tranquilos quando deveriamos estar atentos também é ruim.

Esse medo era fundamental para justificar ser cautelosos, e andarem com pes de chumbo, e etenderem o tipo de mudança que eles estabam propondo.

Como estamos desde o inicio de Scrum aqui no Brasil, temos acompanhado varias ondas no mercado e uma das coisas que estamos vendo agora é uma demanda de empresas que tentaram engolir Scrum, mais ficaram com ele atragantado no pescoço e não conseguiram digerir.

Porem nem todo fracasso é um fracasso, uma frasse que acho otima é: "Sucesso é o resultado de experiência e a experiência é o resultado do fracasso."

Porem o nesta frasse não esta claro o fracasso de quem, e isto faz toda a diferença para o negocio da Teamware.

Certa vez o CEO de um possível cliente nos perguntou qual seria a unica razão pela qual ele deveria contratar a gente, naquele momento não sabia qual seria, e nem lembro o que devo ter contestado. Porem hoje sei, ele deveria contratar a gente porque a gente já fracassou o suficiente, e vai custar muito caro para ele passar pelo mesmo tipo de experiencia.

A Teamware esta no negocio por conta dos nossos fracassos, o que agrega valor aos nossos clientes são os nosso fracassos e não os sucessos, já que os ultimos são simplesmente conseqüência dos primeiros.

Temos o conjunto de crenças certas?
"Não é o que não sabemos o que nos coloca em problemas mais aquilo que sabemos porem esta errado"
Mark Twain

Resultados são causados por ações, ações por pensamentos, pensamentos são limitados por formas de ver o mundo, formas de ver o mundo por crenças.

São algumas destas crenças que podem nos por em problemas serios tentando adotar Scrum:

  • Achar que não é neccessaria uma razão estratégica da empresa para adotar Scrum, e que simplesmente
  • Achar que é possivel "Implantar" Scrum.
  • Achar que Scrum é só mais um conjunto de praticas a ser seguidas e que seguir as praticas é suficiente e que não requer uma mudança organizacional profunda.
  • Não estar conciente do nível de mudança que a tentativa de adotar ira gerar
  • Achar que se tem competência sobre como fazer uma mudança de paradigma, sem ter fracassado pelo menos três vezes tentando.
  • Achar que Scrum é a solução de todos os problemas.
  • Achar que a culpa de não fazer direito são as pessoas, e normalmente as "outras" pessoas.

Não ter o conjunto de crenças certo para encarar uma adoção de Scrum pode ser o pior dos pecados, porem reconhecer que não se tem o conjunto certo de crenças é um ato de humildade difícil de encontrar no mundo corporativo, sobre tudo na gestão media que por conta do papel, pareceria precisar estar certa sempre.

Existe dor real de negocio suficiente?

Existe um motivo maior para mudar do que para evitar a dor da mudança?

Digamos que você foi escolhido para "implantar" uma nova metodologia de desenvolvimento, esse tal de Scrum. Tanto faz se você já conhecia ou não, ou se você era da turma do CMMI, do PMBOK ou do RUP, ou você é um moderninho Ágil, uma coisa é certa, parece que as metodologias ágeis estão chamando muito a atenção nos últimos anos.

Porem porque e para que vamos procurar mais uma nova metodologia anyway? Será que existe algum problema a ser resolvido? Ou simplesmente ha interesse porque os concorrentes estão adotando? Ou virou moda entre os colegas ou algum executivo? Ou parece ser cool falar que a gente também faz Scrum?

Se não ouver dor de negocio maior que a dor da mudança necessária a organização não poderá suportar a dor da mudança e voltara atras ou resistira as mudanças.

Porque esta se adotando Scrum?

Uma frasse deixa claro se se esta tentando adotar Scrum por adotar Scrum. Imagine você indo num medico e ele perguntando para você, qual o seu problema? Ai você responde "Falta de aspirina". Falta de visibilidade, falta de organização, falta de comunicação não são problemas, são faltas de soluções. Quando se começa a adotar Scrum porque o problema é "Falta de Scrum" ou quando em outra época era "Falta de Processo" ou "Falta de Planejamento", já se tem 50% de chances de isso não dar certo.

Fazer a coisa certa pelos motivos errados não traz os mesmos resultados que fazer a coisa certa pelos motivos certos.

Na Teamware nosso objetivo não é e nunca será adotar Scrum, nosso objetivo sempre será melhorar os seus resultados para todos os stakeholders de forma sustentável, esse é o fim, Scrum é so um medio.

Existe suporte por parte da base e da alta gestão?

Scrum faz todo sentido para os altos gestores, quando se explica para eles o que acontece com os riscos quando você pode desligar um projeto da tomada assim que suficientes requisitos foram implementados, ou que se gerenciam resultados e não atividades, assim fica mais dificil ouvir desculpas de porque algo não esta pronto ou fica a bola no ar sobre de quem é a responsabilidade.

Também faz todo sentido para a base, já que eles sofrem com os problemas causados pela gestão tradicional.

Quem se sente um pouco deslocado é a gestão media, e é essa mesma que normalmente deveria contratar alguem para auxiliar a mudar a organização, mais talvez não exista muito interesse em mudar.

Assim se não houver suporte estratégico e operacional a mudança será muito difícil.

Scrum é um processo, não basta só implanta-lo?

As melhorias significativas que se encontram em empresas que de fato adotaram, não vieram grátis nem fácil, ouve uma necessidade de mudança no paradigma na cabeça das pessoas.

Processos não geram resultados, resultados significativos vem de hábitos, grande parte da adoção é desenvolver os hábitos corretos nas pessoas, e corrigir velhos hábitos contraproducentes.

Transformar o tipo de dinâmica organizacional que causa e mantem o baixo desempenho em trabalho do conhecimento ainda é uma arte que se aprende atraves da experiência e ela custa caro de adquirir.

Scrum não da para ser implantado, ele é adotado ou rejeitado.

Negligenciar os aspectos sociais, comportamentais, da dinâmica organizacional e políticos da mudança é talvez os outros 50% das causas de fracasso.

Estou pronto para liderar o tipo de mudança organizaçional que Scrum causa?

O pior que pode te acontecer, é achar que Scrum é facil de "implantar", já que ele é simples, achar que instalando um software, ou criando um template, ou alguem fazendo um treinamento alguem esta pronto para conduzir a mudança necessária na organização para adotar Scrum.

Mesmo que se tenha a compentecia, dizem que "Santo de casa não faz milagres", e parece que com Scrum é a mesma coisa. Uma "opinião" de um funcionário da empresa não consegue competir com uma "recomendação" dada por um "especialista no assunto" que nos custou muito, mais muito caro para nos dar essas palavras.

Se você recebeu a incumbencia de "implantar Scrum" talvez trazer a noticia de que você precisaria a ajuda ou auxilio de um consultor pode ser como mostrar uma fraqueza da sua parte.

Sabemos que coisas serão nescessarias?

Em nossos últimos cinco anos auxiliando organizações a adotar abordagens ágeis, aprendemos como fracassar, e é esse know how que agrega valor aos nossos clientes. Já que eles podem capitalizar os nossos fracassos evitando assim trilhar o mesmo caminho.

  • Qual o tipo de mudanças organizaçionais que deveremos fazer?
  • Qual o tipo de conflitos politicos que esta mudança ira trazer?
  • Qual o tipo de resistências que enfrentaremos?
  • De onde essas resistências virão?
  • Como identificar quem é promotor, neutro e detrator de esta mudança?
  • Como bloquear e evaporar resistências?
  • Scrum vai resolver todos nossos problemas?
Estamos prontos para melhorar?

Para melhorar é necessário assumir erros, para assumir erros é necessário humildade e coragem, para ter demonstrar coragem e humildade em um ambiente corporativo são necessários o exemplo de quem lidera e incentivos na mesma direção.

Algumas coisas que não se dizem por ai é que Scrum é um pesadelo para quem foje dos problemas, se você adotar Scrum ira ter mais problemas que endereçar e não menos, mais situações desconfortaveis, mais seguido e caso, somente se os problemas levantados por Scrum forem resolvidos, ai sim você ira ter cada vez mais controle, qualidade, previsibilidade, transparência, moral e resultados.

Já imaginou Scrum mostrando problemas na cara dos clientes, usuários, executivos e gestores da tua empresa, será que a cultura esta pronta para lidar com aprendizagem e as inevitáveis fracassos para obter conhecimento e melhorar habilidades? Será que quando algo sai fora do esperado o clima vira uma caça as bruxas para encontrar e punir os culpados, ou vira um exercício de pesquisa e reflexão, onde se tentam encontrar as causas fundamentais dos resultados obtidos?

Conclusão
Scrum é mais do que uma metodologia, uma forma, que envolve uma filosofia diferente de encarar o desafio da gestão de trabalho e projetos baseados em conhecimento. A chave para o destravar os recursos ocultos não capitalizados nos trabalhadores do conhecimento é adotar um paradigma diferente, ou continuar a suportar os efeitos da gestão tradicional neste tipo de trabalho.

Temos muita experiência em trabalhar os aspectos que falamos neste texto já que consideramos os aspectos chave para o sucesso. Fale com a gente para entender como podemos ajuda-lo a ter sucesso em sua adoção de Scrum na sua empresa.

4 comentários:

Tomas D'Stefano 25 de fevereiro de 2010 23:12  

Ótimo Post Juan!

Uma das mudanças mais significativas é que cada vez mais as pessoas tem ouvido falar de desenvolvimento ágil. Mas isso não quer dizer que as pessoas estejam adotando metodologias ágeis. A distância entre o “falar” e o “fazer” é imensa.

O desenvolvimento ágil não é um processo especifico que pode ser seguido. É uma filosofia. Uma maneira de pensar e de agir sobre desenvolvimento de software.

Lembra muito bem a frase de John Gardner, “A maioria das organizações doentes desenvolveram uma cegueira funcional em relação aos próprios defeitos. Elas não sofrem por não poder resolver seus problemas, mas porque não podem ver seus problemas."

Ronald David Laing, psiquiatra escocês que escreveu extensamente sobre doenças mentais, citou uma frase ótima que na minha opinião tem tudo a ver sobre esse post: "O espaço do que pensamos e fazemos é limitado pelo que deixamos de observar. E porque deixamos de observar, pouco podemos fazer para mudar, até que observemos como a falta de observação molda nossos pensamentos e feitos."

Abraços

Juan 26 de fevereiro de 2010 13:13  

Caro Liânder,

Por algum motivo técnico não conseguimos publicar o seu comentário, porem achamos pertinente e decidimos posta-lo aqui com uma resposta a ele.


Em 26 de fevereiro de 2010 12:35, Liânder escreveu:
Liânder deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O DNA dos padrões de gestão":

O artigo até que estava interessante, mas há tantos erros de português que desisti de continuar lendo. Muitos erros de português, a meu ver, colocam em xeque o potencial da empresa e seus profissionais. Com certeza este comentário não será aprovado, mas que funcione como um toque para não deturparmos nossa língua pátria por pressa ou preguiça. Sempre é bom relermos tudo que escrevemos.

Postado por Liânder no blog Teamware Blog em 26 de fevereiro de 2010 12:35

Nossa resposta:

Lamentavelmente é o problema de um estrangeiro escrevendo, o bom é que já o pessoal não percebe que é um estrangeiro escrevendo, a parte ruim é que agora acham que é um brasileiro que escreve muito mal o portugues... Normalmente nas palestras a gente coloca um slide que diz claramente que a palestra é em portunhol e que os horrores de portugues são um feature e não um bug..... mais realmente se não souber este detalhe acaba pegando muito mal.

Obrigado,
Juan.

Anjo 26 de fevereiro de 2010 14:23  

Juan,
gostaria de parabenizá-lo pelo artigo e dizer que continue a escrevê-los, sem se preocupar tanto com as regras do português. Afinal, sempre consegui captar a mensagem quando assisti às suas palestras.
Comentários como o do leitor Liânder não agregam em nada para o assunto em questão.
Abraços,
Cláudio Guimarães

Diego Pereira 8 de março de 2010 19:03  

Ótimo Post, dando uma visão bem completa dos desafios ao se implementar e principalmente; criar um ambiente SCRUM.

Vendo o desenvolvimento das metodologias ágeis, sabemos que o SCRUM se tornou tão útil e com valor rapidamente, já que ele foi moldado e estruturado pensando nas necessidades atuais de negócio e qualidades de processos.

Descordo do ponto de vista que é preciso errar no SCRUM para então acerta na implementação. Vejo a comunidade e as práticas muito mais evoluidas e amadurecidas hoje. Não existe um PMBok para o SCRUM, mas é vasto a qualidade e quantidade de artigos e documentações e experiências do mesmo. Inclusive, o que surpreende no SCRUM (caso aplicado ao ambiente correto para o mesmo) é como quando apresentado e iniciada a aplicação, as pessoas se surpreendem com as vantagens que ele traz para todos os envolvidos... basicamente as pessoas se perguntam.... porque nunca usei isso antes?

Enorme alegria quando vejo pessoas vindas de CMMI para SCRUM, é uma quebra de paradigma muito grande... e difícil de se realizar em times médios e grandes, porém os princípios do Agile fazem com que a adoção seja bem aceita pelo time; principalmente por que eles resultam numa maior qualidade de vida (trabalho) para o time.

Mais uma vez, parabéns.

About us

Teamware é uma empresa nascida da visão que a industria de TI esta precisando ser reformada.
Que a Gestão 1.0 (da era industrial) esta sendo o maior gargalo para a mudança de paradigma necessária para elevar a eficacia em projetos de software.
Estamos trabalhando a vários anos para transformar organizações e implantar um novo modelo de gestão, a Gestão 2.0 (da era do conhecimento) e crescendo a nossa influencia na industria de TI. Para isso usamos abordagens ágeis, scrum, xp, toc, lean para realizar a visão e aumentar o valor que TI agrega para os profissionais, organizações e a sociedade como um todo.

Últimas Fotos